"Wagner Leis & Notícias" é o informativo que contém notícias e legislações que interessam aos trabalhadores, veiculadas pelos principais meios de comunicação do País. A sua elaboração é diária e a distribuição é realizada por e-mail aos clientes cadastrados.
O conteúdo e as opiniões manifestados nas reportagens são de responsabilidade das fontes citadas e não expressam, necessariamente, o posicionamento do escritório.

Auxílio financeiro pago durante curso de formação não é isento de imposto de renda

Auxílio financeiro pago durante curso de formação não é isento de imposto de renda

22 de Julho de 2016

O benefício possui caráter remuneratório e isso justitifca a incidência tributária, decidiu a TNU.

O auxílio financeiro recebido por candidatos durante curso ou programa de formação em concurso público para provimento de cargos da Administração Pública Federal, por ter caráter remuneratório, não é isento de imposto de renda. O entendimento foi firmado pela Turma Nacional de Uniformização dos Juizados Especiais Federais (TNU), reunida em sessão realizada nesta quarta-feira (20), em Brasília.

A decisão foi tomada durante o julgamento de um incidente de uniformização nacional movido por candidato participante de curso de formação para carreira da Polícia Federal contra acórdão proferido por Turma Recursal da Seção Judiciária do Distrito Federal, que negou pedido de condenação da União a restituir os descontos a título de imposto de renda sobre os valores recebidos como auxílio financeiro. De acordo com o autor da ação, o auxílio financeiro teria caráter de bolsa de estudo, portanto, isento de imposto de renda.

Em seu voto, o relator do processo na TNU, juiz federal Wilson José Witzel, citou o art. 26, da Lei 9.250/95, na qual é afirmado que as verbas recebidas a título de "bolsa de estudo" por participante em Curso de Formação de Delegado da Polícia Civil não se enquadram na hipótese de isenção prevista, uma vez que não foram recebidas exclusivamente para proceder a estudos ou pesquisas. Desta forma, entende-se como uma atividade de natureza remuneratória, o que importa acréscimo patrimonial, passível de incidência de IR.

O juiz federal, em seu voto, negou provimento ao recurso do candidato com base na jurisprudência dominante do Superior Tribunal Federal (STJ), a qual entende que “em caso de servidor público federal participar de curso de formação, poderá optar ‘pela percepção do vencimento e das vantagens de seu cargo efetivo’ em substituição ao ‘auxílio financeiro’, chamado nos autos de ‘bolsa de estudo’, o que evidencia, portanto, a natureza salarial das verbas em discussão”.

Processo relacionado: 0049449-29.2009.4.01.3400

Fonte: Justiça Federal
 

Leia mais
HSBC é condenado a indenizar gerente rebaixado ao voltar de licença médica por síndrome do pânico

HSBC é condenado a indenizar gerente rebaixado ao voltar de licença médica por síndrome do pânico

22 de Julho de 2016

Trabalhadora exerceu gerêcia por 11 anos, mas foi rebaixada de função após retorno ...

Leia mais
Trabalho de professora em clínica de odontologia é considerado atividade especial

Trabalho de professora em clínica de odontologia é considerado atividade especial

22 de Julho de 2016

Atividades foram exercidas com exposição a materiais infectocontagiantes O desembargador federal Gilberto Jordan, ...

Leia mais
CJF libera mais de R$ 1 bilhão em RPVs

CJF libera mais de R$ 1 bilhão em RPVs

22 de Julho de 2016

O depósito dos recursos financeiros segue cronograma próprio de cada um dos tribunais ...

Leia mais
Governo do RS questiona norma que concede reajuste a servidores

Governo do RS questiona norma que concede reajuste a servidores

22 de Julho de 2016

O governo do Rio Grande do Sul ajuizou Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI ...

Leia mais
Vigilante que comprovar exposição permanente à atividade nociva com uso de arma de fogo pode ter tempo especial reconhecido após 1997

Vigilante que comprovar exposição permanente à atividade nociva com uso de arma de fogo pode ter tempo especial reconhecido após 1997

22 de Julho de 2016

É possível o reconhecimento de tempo especial prestado por vigilante, após o Decreto ...

Leia mais
Empresa pagará danos morais por ter apoiado agressão da polícia a grevistas

Empresa pagará danos morais por ter apoiado agressão da polícia a grevistas

21 de Julho de 2016

Empresa que apoia agressão policial contra grevistas viola a obrigação patronal de preservar ...

Leia mais
TRF4 anula cobrança de IR por erro no cálculo de dedução

TRF4 anula cobrança de IR por erro no cálculo de dedução

21 de Julho de 2016

Um enfermeiro de Porto Alegre obteve na Justiça o direito de anular uma ...

Leia mais
Sancionada lei que atualiza plano de cargos e salários dos servidores do Judiciário

Sancionada lei que atualiza plano de cargos e salários dos servidores do Judiciário

21 de Julho de 2016

O presidente da República em exercício, Michel Temer, sancionou nesta quarta-feira (20) alterações ...

Leia mais